A história recente do Hospital Regional de Formosa (HRF) é construída por grandes conquistas. A estadualização e a assunção do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED, em junho de 2020, impactou positivamente a assistência em saúde pública oferecida para os mais de 100 mil habitantes do município e região do entorno de Brasília.

Nesta quarta-feira (2), o HRF escreve mais uma página de sua trajetória. O Hospital celebra o primeiro ano de gestão IMED com grandes resultados. São 365 dias de dedicação, amor e trabalho intenso. Neste período, o Hospital ganhou nova identidade visual com pinturas e sinalizações renovadas, adquiriu novos e modernos equipamentos, contratou mais de 200 funcionários, realizou mais de 63 mil atendimentos nos dois Prontos-Socorros e 160 mil exames, implantou uma nova rede de gases (como oxigênio, por exemplo), organizou projetos e iniciativas para humanizar ainda mais o atendimento e recuperou mais de 500 pacientes da Covid-19.

O hospital, que faz parte do sistema de saúde pública do Governo do estado de Goiás, ainda ampliou as instalações para inaugurar uma Unidade de Terapia Intensiva com 20 leitos. A UTI foi uma grande conquista para os munícipes de Formosa e cidades do entorno que anteriormente buscavam atendimentos de alta complexidade em Brasília e Luziânia.

“Acompanhar a trajetória do Hospital nesse último ano é motivo de muita alegria. A transformação do HRF tem beneficiado toda população do município, principalmente em relação aos atendimentos críticos e semicríticos”, afirma Getro de Oliveira Pádua, diretor do IMED.

Pandemia

O Hospital Regional de Formosa tem sido um grande aliado no combate à Covid-19. Desde junho, o Pronto-Socorro dedicado aos casos da doença já realizou mais de 18 mil atendimentos, 50 mil exames. Dentre eles análises clínicas, eletrocardiogramas, ultrassonografias e PCRs. O HRF dedica aos pacientes diagnosticados com a doença 20 leitos de UTI, 23 de enfermaria e 3 leitos na sala vermelha.


Vale ressaltar que todos os leitos disponíveis no hospital são regulados pela Secretaria do Estado de Saúde de Goiás (SES-GO), assim como os 1.302 da Rede Estadual. Eles receberão pacientes de qualquer região, de acordo com a vagas e perfil clínico dos pacientes.

“Resiliência é uma palavra que descreve bem cada membro da equipe HRF. Nos adaptamos rapidamente para acolher os pacientes acometidos pela Covid-19. Por isso, hoje temos uma estrutura de ponta para auxiliar o tratamento da doença”, conta Vânia Fernandes, diretora do Hospital.

Atendimento Geral

Mesmo com a alta demanda da Covid-19 em todo o país, o Hospital Regional de Formosa permanece atendendo pacientes com outras enfermidades. Dessa forma, o Pronto-Socorro Geral está disponível 24 horas por dia para oferecer à população todo suporte necessário. Neste primeiro ano, o hospital realizou mais de 45 mil atendimentos e 130 mil exames. Ainda neste período, a equipe do HRF foi responsável pelo nascimento de 1.100 bebês.

A estrutura para receber os pacientes em outras especialidades conta com 16 leitos de Clínica Médica, 4 de observação, 12 destinados às parturientes, 2 de neonatologia, 3 de pré-parto, 4 de clínica cirúrgica e 3 de emergência na sala vermelha.

“O saldo neste primeiro ano é muito positivo, mas o trabalho não para por aí. Portanto, nossa intenção é fazer muito mais pela saúde pública de Formosa”, finaliza Vânia.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content