Bárbara Aleste, fisioterapeuta do HRF em atendimento

O conhecimento angariado até o momento sobre as complicações da Covid-19, já foi suficiente para detectar a letalidade da doença. Principalmente pela forma que o vírus atinge órgãos vitais como os pulmões. Desse modo, no dia mundial da fisioterapia, oito de setembro, o Hospital Regional de Formosa (HRF) reconhece a excepcional atuação dos fisioterapeutas no tratamento dos pacientes com coronavírus. “O HRF tem uma equipe de sete fisioterapeutas que trabalham incansavelmente na reabilitação respiratória e motora dos doentes”, afirma Vânia Fernandes, diretora da unidade.

Fisioterapia auxilia pacientes com Covid-19

A batalha desses profissionais consiste, principalmente, no reestabelecimento das funções pulmonares dos pacientes. Embora a fisioterapia tenha duas áreas de atuação – a motora e a respiratória – é na segunda que os esforços são concentrados para a recuperação de pacientes que apresentam o sintoma de dispneia (falta de ar).

Dessa forma, os fisioterapeutas do HRF têm função de fundamental importância, junto com os demais profissionais que atuam para a melhoraria dos pacientes. São eles que desenvolvem técnicas preventivas ou curativas que visam eliminar secreções, a reexpansão pulmonar e reeducar a função respiratória. “O fisioterapeuta é muito importante. Ele atua para expandir o sistema pulmonar do paciente e ajuda a evitar que o quadro não se agrave”, explica Stênio Soares, fisioterapeuta da unidade.

HRF tem médicos preparados

Quando alguém é acometido pelo novo coronavírus, já se sabe que vários órgãos são afetados, mas um dos primeiros sintomas é a falta de ar. É por meio das mãos habilidosa dos fisioterapeutas que o paciente recebe ajuda. São eles os responsáveis  pelo gerenciamento da ventilação espontânea e monitoramento da circulação de oxigênio nos pulmões.  

Além disso, eles também fazem todo o trabalho fisioterapêutico motor para ajudar na reabilitação daqueles que tiveram alta da UTI. Isso porque, é muito comum que pacientes acamados por muito tempo tenham perda de força muscular e contraturas.

Sobre o HRF

O Hospital Regional de Formosa foi estadualizado em abril de 2020. O processo teve início em agosto de 2019 e passou pela aprovação da Câmara dos Vereadores e da Assembleia Legislativa. O Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED assumiu a gestão, em junho, com o compromisso de ampliar o atendimento à população instalando 10 leitos de UTI para pacientes com Covid-19.

As obras estão em andamento e durante o processo de regionalização a população continuará contando com os serviços de Pronto Socorro 24 horas, clínica médica, ortopedia e atendimento a gestantes. Passada a urgência da pandemia o Hospital com melhorias na infraestrutura ficará para a região, ampliando as opções de atendimento para usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content